Segredos, Bienal do RJ e dedicação

170816_segredos

Por:Tatiana Amaral
Sem categoria

16

ago 2017

Oi, pessoal!

Hoje eu quero contar a vocês a aventura louca que precisei viver para finalizar o livro Segredos nesta nova roupagem. Eu contei na semana passada sobre tudo o que precisei fazer para que o livro ficasse compatível com os demais sem perder o encanto de um primeiro livro, não foi? Mas reescrever um livro é tão trabalhoso ou mais do que escrever algo novo e me aventurar neste projeto foi realmente um desafio.

Primeiro porque o meu tempo era muito curto, eu estou no projeto do livro O Diário de Miranda, divulgando o livro de contos e precisei parar tudo para me entregar de cabeça a Segredos ou então não conseguiria trabalhar ele na Bienal do Rio 2017. Então eu precisava entregar o livro revisado para diagramação até o dia 15 de agosto, ou seja, ontem.

Como eu sabia que o prazo estava muito apertado fiz o que acreditei ser o correto a ser feito. Fiquei sem dormir, trabalhando no arquivo, por quarenta horas seguidas. Isso mesmo que você acabou de ler, foram quarenta horas de pura dedicação ao livro, me privando do sono, além de simplesmente esquecer o mundo do lado de fora, o que, para uma mãe de três filhos, completamente centralizadora, foi um grande desafio e sofrimento.

Eu fiz o que meu coração pediu. Respeito demais os meus leitores para simplesmente dar uma desculpa e não entregar o material. Claro que eu poderia esperar mais dois dias, a editora não deixaria de lançar por causa disso, mas não teria como trabalhar o livro na Bienal e eu achei que não seria justo com quem me segue há tanto tempo.

Preciso dizer o que usei como justificativa para todos os que me questionaram tal atitude: essa foi a profissão que escolhi e tudo tem o seu preço. Eu sou feliz como escritora, amo o que faço e não vou desanimar por causa de um obstáculo.

Agora, porque estou contado isso para vocês? Simples. Eu conto porque ainda preciso dizer que ser escritor não é um lazer, não é uma brincadeira, não é a minha diversão. Ser escritor é a minha profissão e como tal tem as suas exigências e necessidades.

Eu trabalho não apenas com um computador onde coloco as histórias. Meu trabalho envolve vidas, pessoas amorosas e amigas que estão ao meu lado com palavras incentivadoras e carinhosas, que esperam com amor por novos casais, por novos sonhos e eu me comprometi com essas pessoas.

Agora isso acontece comigo, Tatiana Amaral, apenas? Não. Eu posso dizer com propriedade que todos os autores nacionais trabalham com o mesmo afinco e dedicação. Nossa luta é verdadeira e cansativa. Todos os dias precisamos conviver com a pirataria, com plágio, com pessoas agressivas que não gostam do nosso trabalho, com o desmerecimento, com a falta de respeito, e sim, ainda somos vistos como desocupados que não possuem um trabalho fixo. Acreditem!

Então para finalizar eu queria dizer que me orgulho muito de ter conseguido. Entreguei o arquivo no prazo, mesmo cansada e parecendo um zumbi, e com o apoio de pessoas lindas que dividiram a madrugada comigo, não me deixando desistir, me incentivando a continuar até a última linha.

Eu vou continuar encontrando com as dificuldades no caminho? Tenho certeza que sim, mas eu sigo forte, feliz e consciente de que fiz a escolha certa. Escrever é a minha alma, o sopro que me faz seguir em frente. Eu sou Tatiana Amaral, uma escritora nacional.

Compartilhe:


Salvador, Bahia. Brasil

contato@tatianaamaral.com