O Diário de Miranda – Docinho 2

181022_doc02_miranda

Por:Tatiana Amaral
Docinhos | O Diário de Miranda

22

out 2017

“- Então… para onde estamos indo? – Puxei o assunto não apenas porque queria ter uma ideia do que ele estava aprontando, mas porque não conseguia imaginar nenhum lugar por ali que valesse a pena estar.

– Vamos para a casa de um amigo – revelou sem tirar os olhos da estrada. Eu ia fazer uma brincadeirinha, já que ele sustentava aquela pose tradicional e tudo mais, porém ele me interrompeu antes que eu pudesse brincar com o assunto. – Ele viajou e deixou as chaves comigo. É para lá que vamos.

– Para casa de um amigo – ri sarcástica. – Pensei que você era o cara que ostentava motéis caros com vistas exclusivas.

– Pelo visto você pensa muitas coisas ao meu respeito enquanto eu… – seu breve olhar foi quente. – Eu não faço nem ideia do que posso pensar de você, morena.

– E isso me faz o seu desafio – ele concordou umedecendo os lábios grossos. – Você brinca com fogo, menino.

– Quantos anos você tem?

– Sem informações.

– Porque pelo visto eu sou mais velho do que você e mesmo assim insiste em me chamar de garoto, menino… – sorri amplamente e fiquei curiosa. Quantos anos ele tinha? Mas eu não cederia. Nada de informações. Assim seria muito melhor.

– Criança que brinca com fogo mija na cama – pirracei desejando uma reação imediata, mas nada como o que ele fez.

– Toc toc – franzi o cenho sem entender o que ele pretendia e o vi parar em frente ao portão eletrônico da garagem de um prédio de luxo. Ele acenou para o porteiro e logo em seguida o portão abriu dando passagem. – Toc toc – insistiu.

– O quê… você…

– Toc toc – estacionou o carro e me olhou com desafio. Suspirei e revirei os olhos.

– Ok, garoto! Quem bate?

– A vaca que interrompe.

– Que vac…

– Muuuuuuuuuu! – Ele gritou antes que eu conseguisse terminar a frase. Fiquei aturdida sem saber o que dizer enquanto ele ria.

– Menino você…

– Muuuuuuuuuuuu!!!! – E ele riu tão alto que eu tive a impressão que o carro tremia.

– Que idiota!

– Cala a boca! – E foi a vez dele me puxar em sua direção me forçando um beijo que tirou o meu ar.

#oDiárioDeMiranda em breve!

Compartilhe:


Salvador, Bahia. Brasil

contato@tatianaamaral.com